O Sistema da Chave Mestra - Parte 2

03 de Fevereiro de 2020

Conforme prometido segue o resumo da parte 2 do livro “O Sistema da Chave Mestra” de Charles F. Haanel.

Nossas dificuldades são em grande parte devido a idéias confusas e ignorância dos nossos verdadeiros interesses, nosso propósito de vida.

A grande tarefa é descobrir o nosso propósito de vida e entender as leis da natureza às quais devemos nos ajustar. Pensamento claro e entendimento moral são, portanto, de valor incalculável.

Pensamento é energia

O pensamento ativo é energia ativa; pensamento concentrado é energia concentrada. O pensamento concentrado em um propósito definido se torna poder.

Quanto mais aguçada a sensibilidade, mais preciso é o julgamento, mais refinado os sentimentos morais se tornam. Quanto mais desenvolvida é a inteligência, mais elevada a aspiração - mais pura e mais intensas são as gratificações que a existência produz.

Todos os processos, mesmo os do pensamento, se apóiam em bases sólidas. As operações da mente são produzidas por dois modos paralelos de atividade, o consciente, e o subconsciente.

Mente consciente

Percebendo e operando através dos cinco sentidos físicos, a mente consciente lida com as impressões e objetos da vida externa.

Possui a faculdade de discriminação, levando consigo a responsabilidade da escolha. Ela tem o poder do raciocínio - indutivo, dedutivo, analítico ou silogístico - e esse poder pode e deve ser desenvolvido em alto grau.

A mente consciente é o governante e guardião do subconsciente. É ela que pode mudar completamente as condições da sua vida.

Subconsciente

A mente subconsciente não se envolve no processo de aprovação. Baseia-se na mente consciente, “o vigia no portão”, para protegê-la de impressões equivocadas. Recebendo as sugestões como verdadeiras, a mente subconsciente começa a agir, conduzindo-nos ao resultado desejado, alinhados a crença imposta pelo consciente.

Aqui está um princípio profundo que vale um estudo sério.

A mente subconsciente não pode argumentar. Portanto, ela aceita qualquer sugestão mesmo que errada.

A mente consciente deve estar sempre em vigília. Quando o “vigia” é pego desprevenido, ou quando faltar calma em seu julgamento, a mente subconsciente fica aberta a sugestões de qualquer natureza.

Durante emoções de pânico, no auge da raiva, ou em qualquer outro momento de paixão desenfreada, as condições são perigosas.

A mente subconsciente opera através da intuição. Portanto, seus processos são muito rápidos. Não espera pelos lentos métodos de raciocínio consciente.

A mente subconsciente está aberta à sugestões de medo, ódio, egoísmo, ganância, auto-depreciação e outras forças negativas, derivadas de pessoas ou circunstâncias. O resultado é geralmente prejudicial, com efeitos que podem perdurar por um longo tempo, daí a grande importância de proteger o subconsciente de falsas impressões.

A mente subconsciente é a fonte dos nossos princípios e nossas aspirações. É a fonte dos nossos ideais artísticos e altruístas. Esses instintos só podem ser derrubados por um elaborado e gradual processo de minar os princípios inatos.

Isso é, nossa criatividade e benevolência só podem ser minadas se o guardião da mente (consciente) não trabalhar ativamente para proteger o subconsciente das forças negativas que nos rodeiam.

Mas a boa notícia é que podemos corrigir esses erros. O método certo para isso é através do uso de uma forte contra-sugestão, frequentemente repetida, que a mente deve aceitar, formando eventualmente novos e saudáveis ​​hábitos de pensamento e vida para a mente subconsciente.

Hábitos são coisas que fazemos repetidamente, que se tornam mecânico; não são mais um ato de julgamento, mas estão enraizados nos sulcos profundos da mente subconsciente.

Portanto para mudarmos e criarmos hábitos temos que reprogramar nosso subconsciente.

Pensamento Consciente

Mas descobriremos que há uma vasta diferença entre simplesmente pensar e direcionar nosso pensamento de maneira consciente, sistemática e construtiva.

Quando fazemos isso, colocamos nossa mente em harmonia com a Mente Universal, entramos em sintonia com o Infinito, colocamos em operação a força mais poderosa que existe, o poder criativo da Mente Universal.

Isso, como tudo o mais, é governado pela Lei Natural, e esta é a “Lei da Atração”, onde a Mente criativa se correlacionará automaticamente com seu objeto e o trará a manifestação.

Exercício: controle o pensamento

O objetivo é começar a controlar seu pensamento.

Pegue a mesma sala, a mesma cadeira e a mesma posição, se possível.

Agora fique perfeitamente imóvel como antes, mas iniba todo pensamento; isso lhe dará controle sobre todos os pensamentos de preocupação e medo, e permitirá que você tenha apenas o tipo de pensamento que deseja.

Continue este exercício até obter um domínio completo.

Você não poderá fazer isso por mais do que alguns minutos por vez, mas o exercício é valioso, porque será uma demonstração muito prática do grande número de pensamentos que estão constantemente tentando obter acesso ao seu mundo mental.

No próximo capítulo, você receberá instruções para um exercício que pode ser um pouco mais interessante, mas é necessário que você domine este primeiro.

“Causa e efeito são tão absolutos e imutáveis ​​no domínio oculto do pensamento quanto no mundo das coisas visíveis e materiais. A mente é o mestre tecelão, tanto da vestimenta interior do caráter quanto da vestimenta externa das circunstâncias.” - James Allen

Estudo: perguntas e respostas

1- Quais são os dois modos de atividade mental?
Consciente e subconsciente.

2- Do que dependem a inspiração e a perfeição?
Elas dependem inteiramente de deixarmos o subconsciente se conectar com as forças criativas do Universo, o que chamamos de intuição.

3- Qual é o valor do subconsciente?
É enorme; ele nos guia, nos adverte, controla os processos vitais e é a sede da memória. Ele dirige nossos pensamentos, gostos e realiza tarefas tão complexas que nenhuma mente consciente, mesmo que muito treinada, tem capacidade.

4- Quais são algumas das funções da mente consciente?
Possui faculdade de discriminação; tem o poder do raciocínio; é a sede da vontade e influencia diretamente o subconsciente.

5- Como foi expressa a distinção entre consciente e subconsciente?
“Mente consciente é vontade de raciocínio. Mente subconsciente é desejo instintivo, o resultado da vontade de raciocínio.”

6- Que método é necessário para influenciar o subconsciente?
Declare mentalmente o que é desejado.

7- Qual será o resultado?
Se o desejo estiver em harmonia com a Mente Universal, serão acionadas forças que produzirão o resultado desejado.

8- Qual é o resultado do funcionamento desta lei?
Nosso ambiente reflete condições correspondentes à atitude mental predominante que entretemos.

9- Qual o nome desta lei?
A Lei da Atração.

10- Como a lei é declarada?
Pensamento é uma energia criativa, e se correlaciona automaticamente com o objeto e o traz à manifestação.


Reconheça o consciente e subconsciente e aprenda a desenvolver o pensamento consciente, para que você possa direcionar o subconsciente ao resultado desejado. Faça o exercício e acredite nele. Desenvolva paciência e seja feliz. Desejo-lhes sucesso!


Estamos postando semanalmente o resumo de cada uma das 24 partes do livro. Mas não se esqueça que você deve realizar todos os exercícios propostos, senão você não obterá nenhum resultado.